Transformação Digital

DevOps para transformar o desenvolvimento de soluções em sua empresa

10/11/2020

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Saiba como é possível desenvolver soluções eficientes a partir da integração da sua equipe.

Você sabe dizer qual é o ciclo de vida das aplicações de seu negócio? Do desenho da solução aos testes e homologação, a prática DevOps tem sido a mais utilizada atualmente por permitir entregas rápidas e correções ágeis de vulnerabilidades.

É isso que acontece na sua organização?

Os clientes estão mais conectados e a espera de novas funcionalidades e recursos que forneçam benefícios para o dia a dia. Desta forma, desenvolver uma aplicação baseada no modelo cascata (saiba mais neste post do Mundo + Tech) pode não ser a melhor escolha.

O motivo é simples: sua empresa desenvolve um aplicativo para os colaboradores trocarem informações de atendimento. No entanto, ao lançar a solução, eles percebem algumas brechas de segurança que prejudicam a experiência do usuário.

Com isso, a área de TI repassa as falhas encontradas para o time de desenvolvimento, que precisa encontrar na linha de código onde elas estão. Para isso, a solução é retirada do ar e os desenvolvedores precisam revisá-la desde o começo.

Já dá até para imaginar os impactos negativos que isso gera para a sua empresa: indisponibilidade dos desenvolvedores para outras demandas, gastos com recursos financeiros para a construção do aplicativo, redução de produtividade, entre outras tantas.

Isso não aconteceria caso o DevOps fosse uma abordagem comum aí na sua empresa. Essa metodologia aborda uma série de práticas culturais, ferramentas e integração entre times para que uma solução consiga ser alterada em qualquer fase..

Ao longo deste artigo, você vai entender a importância da integração desses dois times para lançar aplicações com agilidade no mercado, mas sem abrir mão da segurança da informação.


Os primeiros passos para desenvolver uma cultura DevOps

Não é novidade que a jornada de transformação digital se baseia em três pilares: pessoas, processos e tecnologia. O mesmo pode ser dito sobre o desenvolvimento de uma cultura DevOps dentro de uma organização.

A mudança da cultura organizacional aqui será peça-chave para que essa metodologia traga resultados positivos. É preciso não só pensar na experiência do usuário ao projetar uma aplicação, é preciso considerar também a experiência do desenvolvedor.

Até porque, o próprio desenvolvedor é um consumidor e “especialista” na análise de aplicações. O problema é que, enquanto este profissional tenta abordar as melhores práticas de software no trabalho, o distanciamento entre ele e o time de operações resulta em falhas na comunicação.

Isso acontece porque o time de operações tem a responsabilidade de garantir o funcionamento e disponibilidade de uma aplicação. Mas, como citamos no tópico anterior, se a empresa atua no modelo cascata, as equipes só terão dor de cabeça.

Esses ruídos vão resultar em uma aplicação com, no mínimo, seis meses para ser lançada no mercado e chances grandes de uma brecha de segurança existir. Pegando o exemplo do primeiro tópico, vamos supor que a vulnerabilidade seja na tela de login.

Nessa tela, qualquer funcionário consegue acesso de diferentes níveis, podendo acessar dados do RH e outras áreas da empresa. Isso nas mãos erradas pode render uma multa com base na Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

Porém, se sua empresa já adotou alguma metodologia ágil, a chance dessa situação acontecer é reduzida drasticamente, uma vez que seu negócio já terá uma maturidade sobre criar uma mentalidade focada em experiência e segurança.

Isso nos leva a outro ponto: a importância dos testes automatizados, que iremos abordar no próximo tópico.

Leia outras matérias relacionadas à cultura DevOps aqui no Mundo + Tech:

Metodologia ágil entre os times de desenvolvimento e operações

Falar de DevOps é ir além da mudança organizacional. Integrar os times de desenvolvimento e de operações vai exigir também a adoção de ferramentas que vão agilizar a entrega dos projetos.

Nessa questão, o desenvolvimento dessas aplicações é baseado em metodologia ágil, que terá um framework Ágil para garantir que o software funcionando em um menor tempo possível. Saiba mais sobre o tema neste artigo do Mundo + Tech.

Vale ressaltar que, dentro deste framework Ágil, ter ferramentas para automatizar os testes é necessário para evitar contratempos entre desenvolvedores e profissionais de TI.

Um teste automatizado vai utilizar uma suíte de ferramentas para os times validarem a aplicação. Com isso, é possível identificar rapidamente qualquer brecha de segurança ou vulnerabilidade e fazer a correção antes que o pior aconteça.

Voltando ao exemplo do primeiro tópico, se a solução tivesse sido baseada em metodologia ágil, duas situações poderiam acontecer:

  • Situação 1: a falha de segurança poderia ser encontrada e validada antes mesmo do lançamento do produto, possibilitando a correção.
  • Situação 2: a brecha ser encontrada com a aplicação já lançada, mas o time DevOps já saberia em qual linha de código está a vulnerabilidade, lançando uma atualização rapidamente.

Talvez o maior exemplo da importância de realizar esses testes automatizados é a Microsoft. Mensalmente, a companhia lança patches com atualizações de segurança para o Windows.

Isso acontece porque o próprio time da Microsoft, desenvolvedores e outros profissionais de TI independentes buscam encontrar vulnerabilidades no sistema operacional e corrigi-los.

Daí a importância de ter um time DevOps. É possibilitar a redução de custo no desenvolvimento de uma aplicação, a certeza de que ela será lançada com as melhores práticas de segurança e dados para aprimorar continuamente a solução. Clique aqui para ler um artigo com mais benefícios da metodologia.

Coloque sua solução rapidamente no mercado

Se você já atua com metodologias ágeis em sua empresa, organizar os times para desenvolver uma cultura DevOps pode ser uma realidade próxima.

Entender como integrar os times, ouvir os profissionais para saber quais ferramentas de colaboração vão facilitar a automação de testes e desenvolver o pensamento de que a segurança deve estar em todas as etapas do projeto será primordial.

Tão logo essa cultura comece a ser implementada e a sua empresa ganhe maturidade, alguns benefícios poderão ser notados, como por exemplo:

  • Negócios mais eficientes.
  • Cliente mais satisfeito.
  • Menor tempo de indisponibilidade da aplicação.
  • Custos de TI reduzidos.
  • Equipes integradas e mais satisfeitas.
  • Maior produtividade dos times.

Assim, se você busca aplicações com maior eficiência e disponibilidade, apostar no DevOps pode fazer toda a diferença. Por sinal, essa jornada pode ser ter o apoio consultivo de empresas de TI especializadas nesta metodologia.

Quer saber como o DevOps pode integrar as operações da sua empresa e trazer soluções ágeis e eficiente? Então, baixe gratuitamente o e-book que preparamos sobre o assunto!


Repassando o que vimos neste post

  • DevOps é uma cultura que vai integrar os times de desenvolvimento e de operações.
  • Com isso, equipes conseguem entregar aplicações em um menor tempo.
  • Integração vai permitir também desenvolver soluções com foco em segurança.
  • Diminuindo as chances de brechas de segurança e outras vulnerabilidades.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *