Transformação Digital

Como pagamentos digitais ganham espaço no Brasil

06/05/2020

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Brasileiros passam a usar cada vez menos dinheiro vivo para adquirir produtos e serviços por meio de pagamentos digitais.

Você já parou para pensar como será a relação dos seus consumidores com o dinheiro? Com a pandemia do coronavírus, alguns comportamentos mudaram. Entre eles, a substituição do uso de cédula de papel por pagamentos digitais na hora de adquirir um produto ou serviço.

Essa transição do dinheiro físico para o digital já vinha acontecendo, mas a quarentena impulsionou ainda mais esse novo hábito. Quer um exemplo? Provavelmente, você deve ter um cartão de crédito com tecnologia NFC (Near Field Communication).

Plásticos com essa tecnologia podem ser usados de várias formas:

  1. Realizando pagamento dentro do próprio aplicativo de delivery, por exemplo.
  2. Inserindo na maquineta e digitando uma senha.
  3. Ou, por aproximação.

Sim, a aproximação (ou Contactless) é uma forma de pagamento digital que tem se destacado no Brasil. Segundo uma pesquisa da Mastercard com 17 mil pessoas de 19 países, os brasileiros têm abandonado o uso de dinheiro vivo desde o início da pandemia. O estudo mostra ainda que:

  • 75% pretendem continuar usando o pagamento por aproximação após o fim da crise.
  • 69% acreditam que a pandemia foi um incentivo a usar esse tipo de pagamento.
  • 88% afirmam que esse método traz mais conveniência.

Então, já viu a oportunidade que pagamentos digitais podem trazer para o seu negócio, não é? Porém, eles não ficam somente no método por aproximação, como vamos explicar a seguir.

O que são pagamentos digitais?

Pagamentos digitais vez ou outra são chamados também de pagamentos móveis. Mas, o conceito é o mesmo:

É o pagamento de um produto ou serviço por meio de um dispositivo móvel, ou o envio e recebimento de dinheiro por meio de carteiras digitais.

Ou seja, são transações que funcionam como se você usasse um cartão de crédito. No entanto, sem a necessidade de buscá-lo na careira ou bolsa. O mesmo vale para as carteiras digitais, como o Paypal, em que é possível criar um cartão virtual para ser usado em aplicativos e e-commerce.

A vantagem desses pagamentos móveis é a segurança. Todas as informações de pagamento são criptografadas durante a transmissão. Portanto, são consideradas um método de pagamento mais seguro do que uma transação tradicional.

Sem contar que, para o seu negócio, isso abre diversas possibilidades. Já existem máquinas de cartão de crédito com tecnologia NFC para evitar usar as mãos durante a entrega de um delivery, por exemplo, assim como é possível vincular a sua empresa a um aplicativo de pagamento.

Desse modo, você consegue cadastrar uma conta bancária para receber os valores referentes aos pagamentos feitos por esse aplicativo. Em tempos de pandemia, é um modelo útil para acompanhar o novo comportamento do consumidor, mas sem abrir mão da receita.

Como pagamentos móveis ganham destaque na pandemia?

O dinheiro físico (papel ou moeda) é sujo, isso é fato. Tanto que, na pesquisa da Mastercard, 65% dos brasileiros entrevistados acham isso. Porém, se o pagamento móvel era usado mais para delivery e mobilidade, a pandemia inverteu essa situação.

Brasileiros passaram a usar mais essa modalidade com mercearia e farmácia, segundo o relatório da Mastercard. Isso também mostrou outra mudança de comportamento: o uso de dinheiro vivo diminuiu 63% entre os entrevistados.

Esses novos hábitos apresentam desafios para as empresas: como lidar com essas (nem tão) novas formas de pagamento? Não é uma pergunta difícil de responder. Basta observar iFood, Uber, Rappi e outros serviços.

Em todos eles, existe a possibilidade de registrar cartões de crédito físicos ou virtuais para realizar pagamentos digitais. O momento é de aumento no uso desses aplicativos, que vai potencializar ainda mais a exigência do consumidor devido as facilidades que essas aplicações trazem.

Isso abre possibilidades para empresas de diferentes setores. Vamos focar aqui nas companhias do varejo e de telecomunicações.

  • Varejo: é a possibilidade de mapear as dores do consumidor sobre formas de pagamento para implantar um sistema ágil e seguro, abrindo o leque de transações.
  • Telecomunicações: consegue atingir a base de clientes desbancarizados para fornecer uma carteira digital que pode ser alimentada através de uma recarga de crédito.

Seja digital e torne seu negócio mais competitivo

Pagamentos digitais se tornaram relevantes para os consumidores. Porém, o cenário atual exige uma transformação digital por parte das empresas e a sua não deve ficar de fora. Quanto mais opções de recursos e facilidades seu consumidor tiver, mais fiel ele ficará.

Daí a importância de adotar tecnologias de pagamento. Além da possibilidade de oferecer uma experiência do cliente com qualidade, seu negócio também se torna mais competitivo no mercado.

Se esta ainda não é uma realidade para o seu negócio, identifique empresas parceiras que vão te ajudar na adoção de soluções de pagamento. Assim, você vai conseguir dar suporte aos diversos perfis de clientes, acompanhando todas as mudanças de hábito nesse período de coronavírus.

Principais destaques desta matéria

  • Pagamentos digitais ganham relevância no Brasil, aponta Mastercard.
  • Brasileiros passam a evitar uso de dinheiro vivo por conta do coronavírus.
  • Conveniência e segurança são algumas vantagens no uso dessa tecnologia.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *