Transformação Digital

7 sugestões de livros sobre gerenciamento para CIOs

07/04/2021

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

De projetos a relações interpessoais, os Chief Information Officer (CIOs) devem saber lidar com gerenciamento para levar as melhores decisões a um negócio.

O dia a dia de um CIO é, além da tomada de decisão, acompanhar as tecnologias disruptivas e entender como elas irão impactar positivamente os negócios da empresa. Porém, isso exige também habilidades no gerenciamento de recursos, tempo e de pessoas.

Apesar de vermos executivos que estão tentando acompanhar a evolução dessas habilidades e práticas de gerenciamento, há outros que confiam ainda em filosofias que não são benéficas no cenário atual.

Um exemplo é o desenvolvimento de aplicações. O modelo em cascata (saiba mais aqui) já não é aconselhável para quem precisa colocar em pouco tempo um aplicativo no ar, tanto que muitas empresas passaram a adotar o DevOps e metodologias ágeis em seus negócios.

Saiba mais sobre DevOps na coluna Meio Digital, do Canal Meio em parceria com a Embratel:

O problema é que deixar de lado abordagens conservadoras e tantas outras desatualizadas requer uma mente aberta. Não só para adquirir novas habilidades, mas para ter disposição em considerar novas vertentes para tocar os projetos.

Assim, John Edwards, jornalista sênior de tecnologia, indicou ao site CIO.com 7 sugestões de livros que todo CIO deveria ler para aprimorar as habilidades em gerenciamento. Confira.

1. Drive, de Daniel Pink

O livro de Daniel Pink propõe pensar sobre a motivação enquanto autonomia, domínio e propósito. O autor critica líderes que acreditam que a recompensa, como o dinheiro, é algo que vai incentivar os times de TI.

Pelo contrário, Pink destaca que cada colaborador tem sua própria necessidade de atingir um bom desempenho na empresa. Para os líderes, fica o desafio de saber qual é esse desejo do funcionário.

Em conversa com Edwards, John Heveran, CIO de soluções de risco global da Liberty Mutual Insurance, disse que Drive o ensinou a “incentivar as equipes a investirem em si mesmas e nas outras, celebrando as paixões de aprender e aperfeiçoar novas tecnologias com liberdade e tempo para experimentar e compartilhar experiências.”

Saiba mais do livro aqui.

2. Turn the Ship Around, de L. David Marquet

Em um período de muitas incertezas, baixa moral e recursos limitados, o comandante naval L. David Marquet conseguiu levar seu submarino do último ao primeiro lugar na frota dos Estados Unidos. Essa é a história contada em Turn the Ship Around.

O que Marquet fez foi abandonar um estilo de liderança em que um subordinado segue uma pessoa superior para passar a adotar um modelo mais ágil, em que todos são comandantes ao serem capacitados a resolver problemas dos quais estão mais próximos.

“Em vez de dar ordens diretas, [o CIO] pode sinalizar a intenção para sua equipe”, explica Rajesh Jethwa, CTO da Digiterre. Ao dar autonomia, os colaboradores podem entender como a sua função em um projeto pode contribuir para todo o ecossistema.

Saiba mais sobre o livro aqui.

3. Eat Sleep Work Repeat, de Bruce Daisley

Para Kim Anstett, CTO da Iron Mountain, Eat Sleep Work Repeat foi um dos livros mais úteis que ela leu durante a pandemia. “Teve um impacto muito positivo em como minhas equipes e eu trabalhamos juntas todos os dias”, relatou ao CIO.com.

A obra de Bruce Daisley oferece 30 pequenas ações que podem trazer mudanças significativas ao trabalho. O autor afirma que é possível transformar um ambiente de trabalho em um lugar gratificante, divertido, engajado e bem-sucedido.

Uma dessas mudanças são as reuniões silenciosas, em que toda a equipe escreve e colabora em um documento na nuvem ou outra plataforma interativa. “Elas fazem com que todos participem e compartilhem suas ideias, em vez de ter uma voz dominando a conversa”, disse Anstett.

Saiba mais sobre o livro aqui.

4. The CIO Paradox, de Martha Heller

Um dos desafios atuais de muitos CIOs é viver diversas dualidades:

  • Cortar gastos ao mesmo tempo em que deve manter a empresa numa posição inovadora.
  • Aprimorar a segurança da informação sem extrapolar o orçamento.
  • Adotar uma nova tecnologia, mas sem renunciar à legada.

Em seu livro, The CIO Paradox, Martha Heller destaca como esses executivos podem enfrentar essas dualidades orientando que eles resolvam essas contradições – até então culturalmente enraizadas – e a se posicionar para se tornarem líderes procurados por todos na organização.

Saiba mais sobre o livro aqui.

5. Aperte o F5, de Satya Nadella

Aperte o F5 traz diversos insights de Satya Nadella, CEO da Microsoft, a respeito do poder da nuvem e o valor dos ecossistemas de inovação. “Suas opiniões sobre o uso ético da IA ​​são particularmente relevantes hoje”, observou Sanjay Srivastava, diretor digital da Genpact.

Tanto que o livro fornece lições de como os líderes e empresas devem se transformar de tempos em tempos e ter gosto pelo aprendizado contínuo para desenvolver novas ideias e manter a relevância e a inovação contínuas de um negócio.

Saiba mais sobre o livro aqui.

6. Radical Candor, de Kim Scott

É possível estar em um cargo de liderança e não perder a humanidade? Radical Candor, de Kim Scott, fomenta essa reflexão ao trazer as experiências da própria autora como líder de equipes no Google, Apple e de outras gigantes da tecnologia.

Scott defende que é preciso estabelecer uma cultura mais humana no local de trabalho. Ou seja, líderes devem se preocupar com suas equipes ao mesmo tempo que as desafiam a dar o melhor de si sempre que possível.

Como? Segundo a executiva, usando uma metodologia dividida em sete etapas:

  1. Ouvir.
  2. Esclarecer.
  3. Debater.
  4. Decidir.
  5. Persuadir.
  6. Executar
  7. Aprender.

Para a autora, seguir esses passos permite que as equipes executem demandas com maior eficiência e agilidade. Scott acredita também que a comunicação aberta é essencial para o sucesso da gestão em longo prazo.

Saiba mais sobre o livro aqui.

7. Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, de Dale Carnegie

Apesar de o livro de Dale Carnegie ter sido escrito há 85 anos, os insights por trás dele continuam atuais. É o que afirma Greg Flint, CTO do Four13 Group. O executivo destaca dois capítulos a que CIOs devem prestar atenção.

Em “Nove maneiras de mudar as pessoas sem ofender ou despertar ressentimento” há diversos ensinamentos sobre liderar uma equipe. Já em “Doze maneiras de conquistar pessoas para a sua maneira de pensar”, os executivos podem aprender a ter apoio de outras áreas da empresa.

“É uma aula magistral para entender a trabalhar com outras pessoas para fazer as coisas dentro de uma organização”, disse Flint.

Saiba mais sobre o livro aqui.

Principais destaques desta matéria

  • CIOs devem saber como gerenciar tempo, recursos e pessoas em projetos de TI.
  • Para isso, não basta acompanhar as tendências tecnológicas, mas também aprimorar diversas habilidades.
  • Confira uma lista com 7 livros que vão ajudar pessoas em cargo de liderança nessa jornada.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER