TI

Black Friday: aposte em tecnologias para garantir o sucesso do seu varejo

25/11/2019

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Black Friday 2019 acontece dia 29 de novembro. Investir em tecnologias vai permitir escalar seus negócios para suportar a alta demanda da data.

A última semana de novembro é, praticamente, o período mais esperado do ano para os consumidores. O motivo? Black Friday! A campanha de vendas, que iniciou lá nos Estados Unidos e tem forte presença no Brasil desde 2011, acontece já nesta sexta-feira (29).

Para os pequenos, médios e grandes varejistas, de negócios físicos ou digitais, a data representa um enorme boom nas vendas. Tanto que a expectativa para 2019 é que o evento gere um faturamento de mais de R$ 3,1 bilhões, crescimento de 21% em relação ao ano passado.

Mas, grandes ofertas são acompanhadas de grandes responsabilidades para os varejistas. A Black Friday é um momento em que há congestionamentos nos sites, falhas de conectividade ou comunicação no pagamento e até mesmo fraudes, como clonagem de cartão e das páginas de internet.

Tudo isso pelo excesso de dados trocados entre os sites, as plataformas e os sistemas usados pelas empresas. O período atrai milhares de brasileiros em busca de promoções e o negócio que tiver a melhor oferta, a infraestrutura e o atendimento de primeira irá conquistar esse cliente.

FIQUE POR DENTRO: Tecnologias de ponta que podem garantir o sucesso da Black Friday no varejo

Então como garantir que a sua empresa tenha diferencial competitivo, ofereça a melhor experiência ao cliente e aumente as vendas? Investir em tecnologia é a resposta mais direta para que você consiga se destacar na Black Friday.

“A grande vantagem de [investir] em tecnologia é que ela garante a escalabilidade do seu negócio”, comenta Daniel Feche, gerente de desenvolvimento de negócios para o varejo da Embratel.

Um exemplo é o uso de cloud, que dá suporte aos negócios, ainda mais em momentos como a Black Friday. “Se a empresa usa servidor físico, ela vai precisar comprar capacidade extra nessas datas para garantir a disponibilidade do serviço. Mas depois essa capacidade fica sem uso”, diz Feche.

Entretanto, quando a empresa aposta nessa tecnologia, ela consegue escalar os negócios para atender as expectativas do consumidor. Como? “Pagando somente o que usar (no modelo as a Service) naquele momento de pico e ainda é possível evitar incidentes de segurança”, destaca o gerente.

Como Feche afirma, as empresas já entendem a importância da tecnologia dentro dos negócios. “Ainda é preciso uma mudança cultural, mas a área de TI tem tido participação mais estratégica e tem participado da tomada de decisão. Já é uma tendência”.

4 tecnologias que você deve considerar para a Black Friday

Se você tem se preparado para impulsionar as vendas durante a Black Friday, já sabe a importância de manter o seu negócio funcionando durante todo o dia 29. Mais do que isso, é preciso dar continuidade no atendimento e serviço prestado ao cliente nos dias seguintes.

Assim você vai conseguir, além das vendas, uma boa reputação da sua marca, um relacionamento mais próximo com o consumidor e a fidelização do cliente. Mas, claro, isso acontece quando você utiliza as tecnologias certas e consegue extrair as melhores tomadas de decisão com elas.

Por isso, o Mundo + Tech vai trazer, ao longo da semana, conteúdos que irão ajudar na sua estratégia para a data mais esperada do ano. São assuntos que devem ou já deveriam ser prioridades nos seus negócios para evitar dores de cabeça e perdas – de dinheiro e reputação.

Os tópicos que iremos abordar nos próximos dias são:

1. Cloud

A computação em nuvem é, talvez, a principal tecnologia que os varejistas devem considerar para a Black Friday. “Primeiro porque pensar em nuvem é pensar em escalar os negócios. Além disso, ela consegue suportar outras ferramentas essenciais para a empresa”, comenta Feche.

FIQUE POR DENTRO: Saiba como a computação em nuvem vai escalar os seus negócios na Black Friday

E quais ferramentas são essas?

  • Big Data;
  • Analytics;
  • Inteligência Artificial;
  • Machine Learning.

“Com o uso dessas ferramentas preditivas, a empresa vai conseguir gerar insights que vão apoiar a equipe de marketing e vendas na criação de campanhas mais assertivas para atrair a base de consumidores, ou então novos clientes”, afirma Daniel Feche.

2. Segurança

A preocupação com segurança deve ser constante e na Black Friday ela deve ser redobrada. A grande movimentação de dados — e dinheiro — atrai a atenção de cibercriminosos para aplicar golpes contra os consumidores ou para prejudicar o desempenho das vendas de lojas concorrentes.

No primeiro exemplo, hackers podem se aproveitar da ansiedade dos consumidores que desejam efetuar uma compra com rapidez, mas se esquecem de fazer uma pesquisa prévia sobre a idoneidade de uma página.

Esses criminosos costumam clonar o site de um varejista, criar boletos falsos de pagamento, espalhar links maliciosos no WhatsApp, compartilhar descontos enganosos e até mesmo roubar dados de cartão de crédito.

“As empresas já têm noção desse cenário [de golpes e fraudes] e tentam controlá-lo para evitar maiores perdas – para elas e para os consumidores. A preocupação é evidente a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) está aí para garantir uma segurança maior a todos”, diz Feche.

O segundo exemplo de atenção à segurança é um clássico caso de concorrência desleal. Imagine que um lojista receba um tráfego intenso em seu site no dia da Black Friday a ponto de ele cair e sair do ar por horas e horas. O motivo dessa queda pode ser um ataque de negação de serviço (DDos) de um concorrente não muito ético.

Será que a sua empresa está segura o suficiente para essa época do ano?

3. Omnichannel

A falta de visibilidade e de conhecimento sobre o seu cliente pode levar a empresa a perder receita em vendas. “As empresas não podem esquecer que o Brasil se digitalizou com o celular. O usuário já é omnichannel e espera uma experiência de omnicanalidade”, atenta Daniel Feche.

O Mundo + Tech tem vários conteúdos especiais sobre omnichannel para você entender como criar uma estratégia única de atendimento e levar a melhor experiência ao seu cliente. Por sinal, aproveite também para baixar o infográfico sobre como uma plataforma omnichannel pode modernizar o atendimento do seu contact center.


Com o omnichannel, você consegue saber melhor quem é o seu público e como ele gera engajamento com a sua marca. Outro ponto importante é entender toda a jornada dele para traçar a melhor estratégia e saber qual canal o cliente prefere para ter um contato com a companhia.

4. Edge Computing

A Edge Computing, ou computação de borda, vai ajudar a sua empresa a processar e tratar os dados os usuários na ponta. Ou seja, nos smartphones ou notebooks e desktops usados para acessar as ofertas da Black Friday.

Isso traz duas vantagens para o seu negócio:

  • A Edge Computing é capaz de suportar a alta demanda (acessos e transações) porque vai ter um tempo de resposta mais ágil. Assim, a tecnologia vai evitar instabilidades, como queda do site ou sistema, e queda nas vendas, porque vai escalar o negócio conforme a expectativa dos clientes.
  • O consumidor não vai sentir essas instabilidades (como demora no carregamento da página ou na confirmação de pagamento entre a bandeira do cartão e a plataforma de pagamento do site), tornando a experiência positiva e fluída.

Prepare-se para a Black Friday

É hora de levar o seu varejo para o próximo nível. Apostar em tecnologias na Black Friday é definir as melhores práticas e tomadas de decisão que vão gerar valor ao consumidor e uma melhor reputação da sua marca.

Sem contar com a disponibilidade do seu negócio em todos os momentos. Quando você garante um acesso fluído e transações ágeis para o consumidor, você consegue fidelizá-lo e atrai-lo em outros períodos com ações de marketing personalizadas.

Não deixe de acompanhar o Mundo + Tech nos próximos dias para você saber como escalar os seus negócios e aproveitar o melhor dessas tecnologias para ter sucesso na Black Friday.

Principais destaques desta matéria:

  • Black Friday acontece na próxima sexta-feira (29);
  • Investir em tecnologias, como computação em nuvem, vai garantir a disponibilidade dos serviços durante a data;
  • Mundo + Tech vai reunir conteúdos especiais ao longo da semana para mostrar como você pode levar o seu varejo para o próximo nível.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *