Inteligência Artificial

Data & Analytics: 5 tendências para as empresas ficarem de olho em 2021

30/11/2020

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Rita Sallam, analista da Gartner, divulgou tendências em Data & Analytics para líderes entenderem melhor como extrair insights para suas empresas.

Plataformas de Data & Analytics têm sido uma presença constante nas empresas. Ainda mais para as que desejam fazer um uso mais assertivo de Inteligência Artificial e Machine Learning. Ou, até mesmo, usar essas duas tecnologias para um melhor entendimento e uso de seus dados.

Cada organização tem sua própria realidade e, na prática, a maneira como uma tecnologia é adotada pode não resultar naqueles benefícios clássicos, como redução de custo, aumento de receita, aceleração da transformação digital, mais produtividade, vantagem competitiva no mercado, entre outras.

Ou seja, usar uma tecnologia só porque todo mundo está usando não necessariamente será benéfico. É preciso entender o seu problema para escolher a melhor tecnologia para resolvê-lo.

A consultoria Gartner já tinha levantado a questão de maturidade das empresas. A companhia destacou, em 2019, que as companhias passaram a se apoiar mais em fornecedores terceiros para implementar soluções de IA em ambientes antes não considerados por elas.

Ou seja, as empresas têm a consciência de que precisam — e muito — ter uma visibilidade completa dos dados para definir um objetivo de inovação e tentam alcançá-lo com a adoção de um ecossistema de tecnologias.

Com isso em mente, a Gartner divulgou algumas tendências estratégicas em “Data & Analytics”, que vão levar as organizações “da crise à oportunidade”.

A lista foi compartilhada por Rita Sallam, analista da Gartner, durante o Gartner IT Symposium, encontro virtual realizado com líderes de TI e negócios no fim de outubro. Abaixo, o Mundo + Tech resume 5 para sua empresa ficar de olho no próximo ano.

1. Data & Analytics e IA mais inteligente

Segundo Sallam, a Gartner prevê que mais empresas passarão da fase piloto de Inteligência Artificial e começarão a operacionalizar a tecnologia até o fim de 2024. Esse próximo nível pode gerar um aumento de cinco vezes na transmissão de dados e no uso de infraestruturas analíticas.

Porém, ainda há desafios e, para a especialista da Gartner, modelos analíticos baseados em dados históricos não serão mais válidos. Mas, com a IA em um momento disruptivo, Sallam acredita que as empresas conseguirão desenvolver novos algoritmos de aprendizado com foco no futuro.

2. Dashboards em baixa

Conhecido por quase toda empresa que busca tomar decisões baseadas em dados, o dashboard exige um grande trabalho manual. Enquanto a área de TI alimenta a plataforma, a área de negócio precisa entender como extrair insights dela.

Assim, o conceito de Data Stories terá maior destaque no próximo ano. Como a Gartner explica:

Data Stories exploram e explicam como e por que os dados mudam ao longo do tempo, geralmente por meio de uma série de visualizações vinculadas.”

– Gartner

Na opinião de Rita, essa abordagem se tornará mais popular no consumo de análises até 2025 e 75% das histórias de dados serão geradas automaticamente com técnicas de análise aumentada.

Esses modelos têm sido integrados às plataformas de inteligência de negócio, garante a analista. O motivo é que, ao contrário de um dashboard, Data Stories fornecem insights sem exigir uma análise própria do usuário.

3. Inteligência de decisão

Mais de 33% das grandes organizações terão analistas praticando inteligência de decisão, incluindo modelagem de decisão até 2023. Essa abordagem pode ser explicada como um domínio prático de um ecossistema de técnicas e ferramentas que auxiliam na tomada de decisão.

De técnicas tradicionais (como abordagens baseadas em regras) ao uso de aplicativos e Inteligência Artificial avançada, a inteligência de decisão vai permitir que usuários não técnicos consigam configurar o objetivo sem envolver os programadores e desenvolvedores.

4. X Analytics ou Análise X

Rita explica que o “X” pode ser substituído por qualquer conteúdo estruturado e não estruturado. Por exemplo, análise de vídeo ou de áudio baseada em Inteligência Artificial. Isso abrirá novas oportunidades, uma vez que esse tipo de dado não é aproveitado totalmente pelas empresas.

Segundo a Gartner, até 2025, a aplicação de IA em vídeo, áudio, vibração, texto, emoção e outros conteúdos para extrair insights irá desencadear inovações.

De acordo com Sallam, a adoção e o impacto de X Analytics nos negócios de uma empresa serão expandidos com o amadurecimento do uso de técnicas de Inteligência Artificial, assim como o uso de IA na nuvem.

Há uma série de casos de uso inexplorados, cita a especialista da Gartner, como análise de imagem e vídeo para otimização da cadeia de suprimentos ou análise de vídeo e áudio para clima ou gerenciamento de tráfego.

5. Gerenciamento de dados aumentado terá destaque

O gerenciamento de dados aumentado utiliza Machine Learning e Inteligência Artificial para transformar metadados de uma empresa em informações. Companhias que usam “dados de um dado” de forma ativa vão reduzir o tempo de entrega de insights em até 30% até 2023.

A utilização de técnicas de IA tem ajudado as empresas entenderem qual o próximo passo na tomada de decisão, na descoberta automática de metadados e no monitoramento automático de governança dos dados.

Outro destaque é que o gerenciamento de dados aumentado tem impulsionado o que a Gartner chama de Data Fabric. Esse conceito é a análise contínua de metadados ativos existentes, detectáveis e inferidos.

Assim, uma empresa consegue usá-los para consolidar as arquiteturas de dados e aprimorar a automação no gerenciamento de dados redundantes (cópia total ou parcial de dados para detectar erros e atualizá-los em uma arquitetura).

Principais destaques desta matéria

  • Data & Analytics: tecnologias integradas à Inteligência Artificial tornam-se um mar de oportunidades.
  • Empresas conseguem entender melhor seus dados e como tomar decisões mais assertivas
  • Gartner divulgou algumas tendências para as empresas ficarem de olho em 2021.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NEWSLETTER