Inteligência Artificial

Conheça os 5 níveis de maturidade da Inteligência Artificial

09/07/2020

Tempo estimado de leitura: 5 minutos


Tendência para o cenário pós-COVID-19, saiba como a Inteligência Artificial será um diferencial para o seu negócio.

Você já iniciou o desenvolvimento de algum projeto com Inteligência Artificial? A tecnologia emergente tem gerado impactos significativos em diversos setores há anos.

Da prevenção de fraudes em financeiras ao diagnóstico rápido de Covid-19, soluções de IA possibilitam insights mais assertivos e ajudam na tomada de decisão.

Tanto que as empresas esperam virar a chave com a tecnologia e utilizá-la além de provas de conceito (POC, na sigla em inglês para Proof of Concept) ou projetos-piloto. Como afirma a consultoria Gartner, até 2024, 75% das companhias irão operacionalizar a Inteligência Artificial.

Mas, o que isso significa?

Geralmente, a IA é vista de “dentro para fora”. Ou seja, empresas se esforçam para agregar valor à experiência do usuário ou a uma causa comum (combater o câncer, por exemplo).

Mas, internamente, o uso da tecnologia vai possibilitar o desenvolvimento de sistemas de TI mais simples, resultando em economia e produtividade.

Isso é importante no cenário atual de COVID-19, em que as organizações estão com a necessidade radical de reduzir custos operacionais. E a IA se torna uma solução para o momento, até porque toda empresa tem o principal ativo da tecnologia: dados.

A partir deles, é possível potencializar a maturidade da Inteligência Artificial e conseguir agregar valor comercial a ela, como já explicamos neste blog post.

Sua empresa está pronta para essa evolução? Descubra mais sobre os níveis de maturidade da inteligência e como você pode se beneficiar delas.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Banner_IA-750x98.jpg

A importância de apostar na Inteligência Artificial

Você, como consumidor, já deve ter recebido aquela sugestão de música no Spotify ou de uma série e filme na Netflix, não é mesmo?

Por trás dessas recomendações está a Inteligência Artificial. Ela é desenvolvida para aprender mais sobre os seus hábitos e indicar conteúdos relacionados ao seu perfil.

Essa descoberta de padrão é só um de vários usos da tecnologia. De 1950, quando o termo foi criado, até hoje, o Deep Learning e o Processamento de Linguagem Natural (PLN) possibilitaram à IA a extrair o máximo dos dados.

Até porque, quanto mais o algoritmo aprende, mais os dados vão se tornar propriedade intelectual. Para o seu negócio, significa ter vantagem competitiva, uma vez que você verá:

  • Automação mais inteligente;
  • Eficiência operacional;
  • Redução de custos;
  • Segurança;
  • Agilidade.

Isso significa que, ao desenvolver sistemas de IA, você consegue atingir todos os setores da sua empresa, potencializando ou até mesmo criando novos negócios.

Quais são os níveis de maturidade da inteligência?

Você já se perguntou de onde vem a inteligência da máquina? A resposta vai além de “dados”,  já que existe um conjunto de fatores que vai permitir à Inteligência Artificial fazer toda a diferença na sua empresa.

Abaixo, você confere os 5 níveis de maturidade da inteligência:

1. Básico

Esse primeiro nível pode ser resumido como a preparação e a integração dos dados. Geralmente, a empresa utiliza mais de uma fonte para coletar dados. Essas fontes podem ser:

  • Redes sociais;
  • Plataformas CRM;
  • E-mails;
  • Documentos;
  • Outros.

Já o armazenamento pode ocorrer em formatos diferentes, sem tanto planejamento ou organização. Eles podem ser alocados em uma plataforma na nuvem ou em um servidor físico.

E pode ser que eles não sejam categorizados como dados estruturados e não-estruturados (ou seja, dados organizados de alguma maneira que facilite a tomada de decisão).

Então, uma solução de IA básica vai coletar esses dados de maneira estruturada e organizada para o seu negócio.

Por exemplo: você quer ter um melhor relacionamento com um perfil específico de cliente, mas tem dificuldade em criar uma estratégia porque não consegue interpretar os dados.

Aqui, a IA vai ajudar a categorizar esses dados para que você comece a entender melhor como o seu negócio pode levar a melhor experiência para esse perfil.

2. Descritivo

Com os dados categorizados, esta etapa será um momento de exploração. Ou seja, é aqui que eles serão tratados a partir de regras definidas e implementadas na IA.

Assim, a solução de Inteligência Artificial vai organizar os dados disponíveis para fornecer um histórico para a sua empresa e agilizar a tomada de decisão em tempo real.

Imagine uma empresa do setor financeiro: quando um cliente solicita um empréstimo, por exemplo, a IA vai analisar e cruzar dados relacionados ao perfil do usuário e, assim, decidir se a transferência do dinheiro será aprovada ou não.

Esse cruzamento de dados acontece da seguinte forma: a IA vai avaliar o histórico de pagamento desse cliente e comparar com o histórico de outras pessoas com características semelhantes.

3. Preditivo

Se, na etapa anterior, você consegue tomar uma decisão em tempo real, a Inteligência Artificial preditiva vai possibilitar um olhar para o futuro.

Por exemplo, com um grande volume de dados, é possível descobrir se um atendimento via chatbot vai ser tendência nos próximos meses.

Após interpretar que o chatbot vai cair no gosto dos usuários, você pode fazer uma análise de hábitos passados dos seus consumidores para entender se eles irão consumir essa tecnologia.

Esses insights te permitem tomar a decisão de investir ou não em chatbots para o seu negócio.

Um modelo preditivo de IA te fornece:

  • Probabilidades;
  • Análises estatísticas;
  • Análises de risco;
  • Outras oportunidades.

4. Prescritivo

Um modelo prescritivo de Inteligência Artificial vai utilizar diferentes regras para apontar determinados caminhos e as variáveis de resultados possíveis.

A ideia de algoritmos prescritivos é que a sua empresa atinja a meta de negócio estabelecida. Para isso, a IA vai entender o histórico para oferecer recomendações futuras.

Pense que seu negócio é do setor de telecomunicações. Um cliente passa a utilizar cada vez menos serviços de voz para consumir serviços de dados.

Uma análise prescritiva pode dar o seguinte insight: fornecer gratuitamente o serviço de voz enquanto aumenta o pacote de dados, mas com desconto, mantendo-o fiel à sua marca.

Algoritmos prescritivos vão te apoiar em:

– Previsão estratégica;
– Apoio à decisão;
– Análises em tempo real;
– Otimização.

5. Cognitiva

A Inteligência Artificial cognitiva vai utilizar raciocínio e Machine Learning para deduzir possíveis situações na sua empresa, trazendo previsibilidade e diagnóstico de problemas que podem acontecer.

Interpretar os dados pode ser uma demanda complexa e de alta disponibilidade. No entanto, sistemas de IA cognitivos vão reduzir esse tempo ao identificar padrões que um agente humano não seria capaz de ver em tão pouco tempo.

Basta observar a Indústria 4.0. Com a tecnologia, um gestor pode definir quando uma máquina entrará em manutenção, porque a Inteligência Artificial embarcada em um ambiente IoT será capaz de notificar sobre a vida útil do equipamento após aprender continuamente com ele.

Isso vai gerar economia para a organização, uma vez que a manutenção será programada, evitando a parada forçada da produção.

3 casos de uso da Inteligência Artificial

Agora, que você já sabe os níveis de maturidade da Inteligência Artificial, a tecnologia pode fazer toda a diferença nas situações cotidianas das empresas e de seus clientes.

Em serviços de saúde, sistemas de IA podem interpretar os dados para que médicos consigam fornecer um atendimento melhor, personalizado e preciso ao paciente.

Já no setor financeiro, a tecnologia consegue identificar um conjunto de atividades suspeitas para emitir alertas em possíveis tentativas de fraudes.

Enquanto isso, empresas varejistas podem prever os hábitos e necessidades dos clientes para entregar a melhor experiência do usuário por meio de novos produtos e/ou ofertas.

Quer saber mais sobre como a Inteligência Artificial oferece melhorias para todos? Confira este artigo (em inglês) no site da revista Forbes, com 10 exemplos do uso de IA. Clique aqui.

Seja inteligente com a Embratel

Quer investir em Inteligência Artificial e não sabe por onde começar? A Embratelpossui uma solução de IA para ajudar na identificação de novas oportunidades para o seu negócio.

Uma equipe de especialistas vai mapear todos os dados da sua empresa para, em parceria com a IBM Watson, fornecer os melhores insights.

O projeto começa com uma consultoria e oferece todo o desenvolvimento do sistema de IA, além de relatórios de resultados e curadoria para inserir novos dados ou revisar processos.

Mergulhe no mundo da IA com esses dois conteúdos do Mundo + Tech:

Não deixe também de saber como a Embratel vai lhe ajudar nesta jornada. Clique no banner abaixo e fale com um de nossos consultores.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Banner_Grande_IA-750x244.jpg

Revisando o que vimos neste post

  • Inteligência Artificial vai impactar os negócios de uma organização.
  • Que terá os melhores insights a partir da leitura de dados por um sistema de IA.
  • A vantagem, ainda mais em tempos de COVID-19, é a redução de custos e aumento de produtividade.
  • Confira os 5 níveis de maturidade da Inteligência Artificial.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *