Logo Embratel

Tudo sobre TI, Telecom e Mobilidade

Gartner IT Symposium Xpo 2019 como vencer as adversidades da transformação digital

Gartner IT Symposium/Xpo 2019: como vencer as adversidades da transformação digital?

Pesquisa da Gartner mostra que empresas conseguem escalar negócios na jornada de transformação digital quando estão prontas para situações adversas.

A jornada da transformação digital de uma empresa é cheia de barreiras, como orçamento, adoção de tecnologias e questões regulatórias. Embora seja preciso planejamento, a companhia consegue ver bons resultados quando consegue escalar seus negócios utilizando a inovação.

Mas como lidar com as adversidades quando as empresas chegam num estágio de escalonamento dos negócios? Esse é um dos desafios apontados pela consultoria Gartner, durante o Gartner IT Symposium/Xpo 2019, realizado na última semana em São Paulo.

Uma pesquisa da consultoria com 1 mil Chief Information Officers (CIOs) globais mostrou que 40% conseguiram escalar os negócios digitais em 2019. Na América Latina, o número é um pouco menor: 35% desses executivos conseguiram ter sucesso em alguma iniciativa digital.

O estudo reúne dados de CIOs de todas as indústrias de 64 países – juntos, somam US$ 3,5 trilhões (R$ 14 trilhões) em receitas e US$ 67,5 bilhões (R$ 270 bilhões) em gastos com TI.

Os líderes da América Latina correspondem a aproximadamente 11% do total de respondentes globais, representando US$ 213 bilhões (R$ 851 bilhões) em receita e US$ 2,5 bilhões (R$ 10 bilhões) em gastos com TI. Os CIOs brasileiros compõem mais da metade da amostra da América Latina.

Mesmo considerando um cenário positivo na América Latina, o relatório da Gartner apontou que 92% das companhias presentes na região sofreram algum tipo de situação que impactou as operações focadas em inovação. Entre elas:

  • Custos operacionais,
  • Cenário político e econômico,
  • Rotatividade de liderança,
  • Intervenções regulatórias (LGPD, GDPR, por exemplo).

São desafios que, para a Gartner, apenas uma de quatro empresas estão preparadas o suficiente. A recomendação da consultoria é que os CIOs aproveitem períodos de desaceleração para desenvolver suas capacidades para o próximo período econômico positivo.

4 dicas para contornar as barreiras da transformação digital

Já que a pesquisa da Gartner fala de desafios e oportunidades, a consultoria preparou também alguns comentários em cima de insights extraídos do estudo.

A Gartner separou as empresas dos CIOs participantes em dois grupos: “em forma” e “frágil”. Assim, ela conseguiu ilustrar como companhias de cada categoria lidam com as situações trazidas durante a jornada de transformação digital.

Portanto, independentemente de como você enxerga a sua empresa, essas quatro dicas da Gartner podem te ajudar a traçar uma melhor jornada digital e enfrentar as barreiras durante este processo. Confira:

1. Dinamismo

Situações adversas vão exigir dinamismo das empresas. Segundo a Gartner, empresas “em forma” pesquisam ativamente tendências ou situações emergentes que exigem uma mudança.

Quando fazem isso, conseguem aproveitar a infraestrutura de TI como um instrumento para tomar decisões de acordo com as necessidades do cenário (econômico, político, etc.).

Essa atuação dinâmica traz resultados: empresas aptas, em média, aumentaram sua receita em 5% ao ano nos últimos três anos. Já as consideradas “frágil”, tiveram crescimento de 3,5% no mesmo período.

2. Alinhamento

Os times das empresas devem estar alinhados em qualquer cenário de crise. Fornecer liderança clara e eficaz é uma demanda chave de alinhamento, apontou a Gartner.

Quase metade dos entrevistados de organizações “em forma” classificaram seus líderes como muito eficazes em “comunicar com precisão as necessidades de negócios à TI”. Em empresas “frágeis”, esse número chegou a somente 30%

As empresas aptas também têm maior probabilidade de ter investimentos disciplinados em TI, uma visão clara, estratégia geral consistente e um forte relacionamento CIO / CEO.

Como citou a Gartner, uma empresa flexível a mudanças consegue se ajustar ao cenário sem danos permanentes. No Brasil, mostrou a consultoria, as companhias ainda são muito resistentes “devido ao ambiente econômico turbulento em que operam regularmente”.

3. Orçamento

Algumas barreiras trazidas pela transformação digital podem frear diversas iniciativas das empresas, como lançamento de produtos e serviços.

Os orçamentos de TI para empresas frágeis devem crescer apenas 0,9% em média em 2020, em comparação com 2,8% na amostra geral de organizações. Na América Latina, a projeção é de um aumento de 1,3%. Mesmo assim, é abaixo dos 3% estimados em relatório de 2018 da Gartner.

Para contornar esses riscos, as empresas “em forma” fazem trocas entre prioridades concorrentes e gastam mais de seu dinheiro nos projetos de TI que fazem mais diferença nos resultados gerais dos negócios.

Por outro lado, empresas frágeis dedicam seu orçamento de TI ao aumento da eficiência operacional.

4. Definir tecnologias prioritárias

As empresas que contratam TI para obter vantagem competitiva têm taxas mais altas de adoção de tecnologias contemporâneas (que já transformaram o ambiente de negócios num período de 5 a 10 anos e alcançaram um patamar econômico).

Na América Latina, os CIOs estão antecipando tendências emergentes e priorizando a adoção de recursos de segurança cibernética, automação de processo robótico (RPA) e Inteligência Artificial (IA).

As empresas “em forma” também têm CIOs dedicados à modernização do núcleo de TI e estão transferindo investimentos de acordo com o cenário em que estão inseridas. Análise, modernização de aplicativos e cloud computing estão entre algumas inovações buscadas por esses executivos.

Brasil caminha para tendência global de inovação

CIOs e outros líderes brasileiros estão cientes dos avanços digitais que ocorrem globalmente. Para a Gartner, isso é uma oportunidade para empresas nacionais reforçarem a competitividade dentro e fora do País.

Olhando para 2020, a Gartner acredita que as empresas terão sucesso na transformação digital quando elas aumentarem “a preparação da organização de TI e da empresa como um todo para resistir à interrupção iminente dos negócios, planejando-a com antecedência”.

Principais destaques desta matéria:

  • Gartner divulgou uma pesquisa sobre como empresas vencem barreiras da transformação digital;
  • Cenário político, econômico e outras situações podem interromper jornada de inovação das empresas;
  • Independentemente do cenário, Gartner levanta 4 dicas de como companhias podem driblar situações adversas para dar continuidade na jornada digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *