Logo Embratel

Tudo sobre TI, Telecom e Mobilidade

Setor financeiro está ficando para trás na transformação digital?

Setor financeiro está ficando para trás na transformação digital?

Principais destaques:
– Estudo da Capgemini aponta que confiança dos líderes do setor financeiro na transformação digital caiu;
– Para 37% dos executivos, organizações têm capacidade digitais para serem bem-sucedidas;
– Alinhamento dos líderes de Negócios e de TI é fundamental para a transformação digital.

Empresas de serviços financeiros estão atrasadas na transformação digital. É o que aponta o relatório “Where are banks and insurers on their digital mastery journey?” do Instituto de Pesquisas da Capgemini (disponível em inglês aqui). O estudo compara dados de 2012 com 2018 e mostra que caiu a confiança das companhias em aspectos como capacidade digital (equipe com habilidades cognitivas e sociais para criar projetos de inovação), liderança e visão coletiva.

Segundo a Capgemini, a confiança dos executivos do setor diminuiu de 41% para 37% quando perguntados se as organizações possuíam as capacidades digitais necessárias para serem bem-sucedidas. Dessa parcela, 35% acreditam que possuem essas capacidades com foco na experiência do consumidor (redução de 5 pontos percentuais), enquanto na vertente de operações, essa confiança apresentou uma queda de 13 pontos – de 46% para 33% nos últimos seis anos.

A liderança na jornada de transformação digital também apresentou quedas. Em 2012, 51% dos executivos responderam que as empresas têm esta característica. Agora em 2018, este número passou para 41%. Áreas específicas mostraram redução significativa de confiança: governança (de 45% para 32%), engajamento (54% para 33%) e na relação entre TI e negócios (65% para 35%), de acordo com o relatório da Capgemini.

Como anda a relação entre TI e negócios?

Um artigo do site CIO aborda como o relacionamento entre negócios e TI para a transformação digital da empresa é importante. Algumas companhias não conseguem acompanhar o ritmo e a velocidade das inovações quando são atingidas por elas e os líderes de TI devem estar alinhados com os executivos de negócios para que consigam transformar a tecnologia em valor competitivo.

Criar uma comunicação mais transparente entre esses dois setores, aproximar líderes de TI em reuniões de negócios e implementar uma dinâmica de “tentativa, erros, acertos e aprendizado” ajuda a equilibrar a tomada de decisão entre esses líderes.

Mas quais os desafios para o setor financeiro?

Executivos de bancos contam que a Automação de Processos Robóticos (RPA, sigla em inglês) e Inteligência Artificial são algumas soluções utilizadas nas operações diárias, 41% e 31%, respectivamente. Algumas dessas inovações no setor financeiro você confere na cobertura do Mundo + Tech no CIAB FEBRABAN 2019.

Mas não é somente investir em soluções baseadas em tecnologia que irão garantir a transformação digital de empresas do setor. Em relação aos aspectos culturais, 33% dos bancos acreditam que seus líderes estão adotando comportamentos que se alinham com os projetos de inovação, mostra o relatório da Capgemini.

Quanto se investe em transformação digital?

A resposta: US$ 1 trilhão. O problema? Apenas algumas instituições estão realmente comprometidas com a transformação digital.

É isso que mostra um relatório realizado pela Accenture. O gasto com TI, nos últimos três anos, foi de US$ 1 trilhão, mas apenas 19 dos 161 maiores bancos avaliados têm efetivamente feito algo em relação à transformação digital e investido em uma estratégia digital-first, resultando em um impacto positivo do Retorno sobre o Patrimônio Líquido (ROE).

Leia aqui o estudo completo (em inglês).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *