Logo Embratel

Tudo sobre TI, Telecom e Mobilidade

MWC 2019 confira um resumo do que aconteceu na feira

Mobile World Congress 2019 | Mundo + Tech

Principais destaques:
– Barreiras e avanços do 5G foram os destaques nos quatro dias de feira;
– Brasil quer acelerar inteligência artificial com novo centro de desenvolvimento;
– Leilão do 5G no Brasil vai acontecer em março de 2020;
– Espectro na América Latina é 3x mais caro, aponta relatório;
– Robô que imita humanos e carro que interage com o dono são alguns dos destaques apresentados na feira.

Terminou nesta quinta (28) o Mobile World Congress (MWC 2019), em Barcelona (Espanha). Além de lançamentos de smartphones das principais fabricantes, um grande destaque da feira da indústria mobile foi o 5G, com várias empresas de telecomunicações e instituições discutindo sobre o preço do espectro e investimentos na tecnologia de quinta geração.

Se você não conseguiu acompanhar as novidades do evento, o Mundo + Tech reúne os principais destaques para te manter por dentro de tudo que aconteceu lá. Confira.

– Ministério quer criar centro de desenvolvimento de Inteligência Artificial e Cibersegurança
Foi o que informou o ministro Marcos Pontes, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), durante passagem no MWC 2019. A ideia é criar uma estratégia única para o país e concentrar os projetos em um único centro de pesquisas, possivelmente na Universidade de São Paulo (São Paulo). A pasta ainda espera que esse investimento traga mais velocidade no desenvolvimento de Inteligência Artificial e Cibersegurança para impulsionar a Internet das Coisas e Cidades Inteligentes no Brasil. “O Brasil não pode ficar para trás na IA, pois ela está na base de muitas aplicações[…]. Não podemos construir o teto sem fazer a base primeiro”, disse o ministro.

– Anatel marca leilão de 5G para março de 2020
A confirmação veio do presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Leonardo Euler de Morais. Em conversa com jornalistas no MWC 2019, ele afirmou que o edital e consulta pública serão lançados no segundo semestre de 2019 e a licitação será em março do ano que vem. “As operadoras têm de se preparar para o processo”, comentou. É esperado que agência leiloe inicialmente 200 MHz disponíveis da faixa de 3,5 GHz e possivelmente inclua 100 MHz na banda de 2,3 GHz. Euler de Morais também frisou que o certame não tem a intenção de criar gastos enormes para as operadoras, como aconteceu na Itália e Reino Unido. “É preciso que o edital tenha mais obrigações de fazer do que o de pagar”, falou.

– Espectro por MHz na América Latina é três vezes mais caro, diz GSMA
Um estudo da GSMA, a associação que reúne as empresas de telecomunicações e que organiza o MWC, cita alguns fatores para isso:

  • Pequena diferença entre preços mínimos e preços das faixas arrecadadas;
  • Limitação de renda e de expansão da infraestrutura urbana;
  • Menor economia de escala pelo tamanho do mercado;
  • Falta de infraestrutura de fibra para backhaul (que concentra e distribui o trânsito de dados para o backbone);
  • Usuários que ainda utilizam redes 2G e 3G.

Apesar disso, a GSMA enfatizou o benefício agregado de US$ 20,8 bilhões que o 5G – quando usado em frequências acima de 6 GHz – pode trazer para a América Latina até 2024. Esse valor seria gerado em setores como indústria (34%), finanças (28%), governos, segurança, educação e saúde (19%), TICs e serviços (14%) e mineração e agricultura (5%).

– Mas o 5G já está entre nós? Para o The Verge não!
Esta foi uma das discussões que o site The Verge trouxe em sua lista dos melhores e piores lançamentos no MWC 2019. O jornalista Vlad Savov, que assina o artigo, acredita que o 5G irá “mudar nossas vidas de maneira mais imediata e significativa que os smartphones dobráveis”, mas que a tecnologia ainda “não está pronta”. O artigo da The Verge critica, principalmente, as fabricantes de smartphones por mostrarem produtos adaptados para receber a tecnologia de quinta geração, quando na verdade, a cobertura ainda está mais para uma promessa do que para uma realidade.

– E claro, os smartphones e dispositivos inteligentes.
É impossível falar do MWC 2019 e não citar os anúncios das fabricantes sobre novos smartphones (com telas dobráveis e “prontos” para receber a conexão 5G) e dispositivos inteligentes no mercado.

Por exemplo, uma empresa sul-coreana mostrou um robô de companhia que imita as expressões de um humano. Ele vem com uma câmera que registra as interações com os humanos para que ele crie um repertório de comportamentos. Se uma câmera for apontada para ele, o robô sorri e posa para foto. Essa fofura (veja o vídeo abaixo) tem preço sugerido de US$ 2,5 mil.

Outra apresentação de cair o queixo foi o novo sistema dos carros da montadora alemã BMW, que irá combinar Inteligência Artificial e IoT para oferecer diferentes tipos de interação entre motoristas e carros. Isso mesmo, será possível conversar (e se relacionar) com o carro para que ele aprenda a rotina e as preferências do dono. As primeiras funções desse sistema já estarão disponíveis em um carro da montadora em 2021.


A lista com mais produtos apresentados na MWC 2019 você confere aqui e aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *