SD-WAN abre o caminho para redes inteligentes

As redes têm assumido um papel definitivo na busca por competitividade e produtividade nos negócios. Não adianta ter os melhores produtos e serviços, se o caminho até o consumidor não dá conta do recado. Neste sentido, uma tecnologia em especial vem movimentando as equipes de Engenharia e Tecnologia pelo mundo. De acordo com a consultoria Gartner Group, é crescente a busca pela WAN definida por software, a chamada SD-WAN (software-defined WAN). Inteligente, a solução reconhece e se adapta ao tipo de fluxo de dados, demandando mais ou menos recursos, de acordo com as necessidades do momento.

As redes privadas integram matriz e filiais nas trocas de informações tais como e-mails, sistemas integrados de gestão, transferência de arquivos, videoconferências entre outras atividades. Nos últimos 20 anos, essa tarefa vinha sendo feita pela tecnologia MPLS (Multiprotocol Label Switching), em que os sites são conectados a uma rede principal (backbone de internet) por vias exclusivas, os chamados acessos dedicados. Agora, o SD-WAN traz uma nova abordagem que abre verdadeiras avenidas de possibilidades por meio de sistemas automatizados.

O SD-WAN permite a utilização e a agregação de diversos tipos de acessos de forma adaptável. O objetivo é entregar uma experiência excepcional ao usuário (Quality of Experience – QoE) utilizando quaisquer links IP de forma inteligente, com qualidade semelhante a do MPLS.

Especialistas apontam o surgimento do SD-WAN como uma das mais rápidas transformações da indústria nos últimos anos. “Organizações de todos os portes estão modernizando suas redes privadas, visando oferecer uma melhor experiência ao usuário”, observou o vice-presidente de Infraestrutura de Rede do IDC, Rohit Mehra, em comunicado. Ainda de acordo com a consultoria, essa tecnologia deve movimentar U$ 4,5 bilhões em 2022, com taxa de crescimento anual composta de 40,4% de 2017 a 2022.

Em linha com as principais tendências tecnológicas empresariais, como Edge Computing e Multicloud, a Embratel apresentou neste mês no Futurecom 2018, em São Paulo, o SD-WAN Embratel OTT. Para Alexandre Gomes da Silva, diretor de Marketing da empresa, trata-se de uma solução inovadora, que rompe a fronteira entre as áreas de TI e Telecom. “Potencializa os serviços na nuvem, formando redes flexíveis e inteligentes, que se adaptam às necessidades de cada empresa”, ressalta o executivo.

Uma vantagem final da nova tecnologia é a possibilidade de integração com redes MPLS legadas em topologias híbridas, unindo o melhor das duas: a confiabilidade do MPLS com a flexibilidade do SD-WAN.

PORTAL FACILITA O GERENCIAMENTO

Primeira grande provedora de serviços no Brasil a oferecer a tecnologia SD-WAN para o mercado corporativo, a Embratel também garante a facilidade no gerenciamento da solução por meio de um portal web. Com essa plataforma, os usuários predefinidos têm acesso aos fluxos de tráfego da rede corporativa, podendo ajustá-los de acordo com as suas necessidades entre os pontos da rede WAN. Trata-se de um complemento à gestão automatizada do sistema.

Publicado em: Valor Econômico - 17/10/2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *